Browse Category: Dramas

Triangle-KD-01

59. Triangle (K-drama)

Enquanto estou arrumando as coisas por aqui ainda estou assistindo Triangle. E tenho que dizer que mesmo não sendo tão excitante a história no começo a partir do 7 episódio começamos a tomar gosto pela coisa! Principalmente porque começamos a encaixar como será o desenrolar da história e a querer ver no que aquilo vai dar.

Triangle-KD-01

A história é sobre 3 irmãos que são separados após a morte do pai que era um mineiro. A morte do pai foi causada pelo vilão da história ~ o maravilhoso vilão ~ Go Bok-Tae (Kim Byung-Ok – I Can Hear Your Voice/Fashion King). Ele começou sua fortuna sendo gangster em Sabuk e agora 20 anos depois dirige uma construtora.

O irmão mais velho (dos três perdidos) é Jang Dong-Soo (Lee Beom-Soo – History of the salaryman) ele é um detetive de Sabuk que quer prender a todo custo Go Bok-Tae.

O irmão do meio é o Heo Young-Dal – gracinha do Jae Joon (Protect the boss) e particularmente, apesar de achar que ele necessita treinar mais a atuação, todo aquele charme que el exala já é o suficiente para levar as mulheres à loucura – ENTÃO TUDO BEM-. Ele é um idiota (não sei achar melhor descrição) metido a gangster “vou dominar o mundo” que quer fazer fortuna jogando poker em um casino clandestino.

Triangle-KD-13

O problema mór e acho até que faltou uma pitada maior de humor no drama – ele poderia fazer umas sacadas legais com Heo Young-Dal perdendo todas e saindo se achando (o extremo da comédia e do ridículo) – mas perdemos isso, Heo Young-Dal tem sonho de jogar Hold’em em Las Vegas e não perder, mas perde todas quando joga e sai com cara de nada e achando que ainda poderá vencer.

É assim que ele conhece o seu irmão mais novo, o meigosíssimo Yoon Yang-Ha (Siwan – Reply 1997/Hope for dating), que é o único que foi adotado e agora é um almofadinha fofinho. Ele e o irmão são viciados em poker com a diferença que o menor é bom jogador e já jogou Hold’em em Las Vegas.

Triangle-KD-16

Mas o interessante do poker e de como esse drama o descreve é que poker não tem a ver com inteligência e sim com ousadia, sorte e presença (aquele carisma ou aquele it que só os poderosos chefões têm – e vocês sabem do que estou falando), ou simplesmente que blefa melhor.

Heo Young-Dal reina brilhantemente e ele é um zé ninguém na verdade, o que conta é em como ele se tornou um mito em Sabuk, o quanto todos o conhecem e sabem quem é ele, em como ele lida com as situações com liderança, arrogância e confiança e o quanto tudo isso influencia em torná-lo maior do que ele é. E poker justamente é a cara dele e ele é a cara do poker! (Simplesmente amei essa temática no drama!)

Triangle-KD-09

O melhor de tudo é que eles (os dois irmãos) também disputarão a mesma garota, a humilde Oh Jung-Hee (Empress Ki) que trabalha no casino clandestino no começo como croupier – e quer se tornar uma croupier – e depois no casino do pai de Yoon Yang-Ha. A preferência de Oh Jung-Hee é o poderosíssimo no gogó Heo Young-Dal, é claro. Mas Yoon Yang-Ha não lida muito bem com isso…

O pai de Yoon Yang-Ha é o mentor da morte do pai dos três irmãos, porque ele que mandou Go Bok-Tae o matar. Yoon Yang-Ha escuta isso atrás da porta, mas ainda sim continua ao lado de seu pai. Yoon Yang-Ha tem uma coisa meio vilão psicopata muito bom! Ele é um ótimo ator e uma gracinha. <3

Triangle-KD-07

O enrolo começa quando Jang Dong-Soo chama Heo Young-Dal para tentar prender Go Bok-Tae e o ajuda a se tornar um de seus capangas. Mas Heo Young-Dal só está “do lado dele mesmo” e quer usar tanto Go Bok-Tae quanto Jang Dong-Soo para se promover e passar a perna nos dois.

Heo Young-Dal e Yoon Yang-Ha não se lembram do passado deles o que tornou mais difícil para Jang Dong-Soo encontrar seus irmãos. O legal vai ser que quando eles se “descobrirem” vão se tornar os aliados necessários para derrubar o vilão Go Bok-Tae e ao mesmo tempo vão descobrindo o que têm em comum.

Triangle-KD-12

O primeiro amor de Jang Dong-Soo é a médica psicóloga Hwang Shin-Hye (Oh Yeon-Su), ela também é psicóloga de Yoon Yang-Ha e resolveu se juntar a polícia ajudando nos casos de Jang Dong-Soo e também se aproximando dele novamente após o seu casamento fracassado com Hyun Pil-Sang (Jang Dong-Jik). Um personagem chato que também está no rolo dos negócios Go Bok-Tae.

Apesar de Triangle não ser tão legal quanto You’re all surrounded e Doctor Stranger, achei um ótimo enredo e uma união muito boa de atores, aliás tirando o chapéu para o Jae Joon. Parece que Song Seung Hun faria o papel de Young-Dal, mas Jae Joon não ficou para trás no quesito gangsta.

58. Doctor Stranger (K-drama)

Woow. O nosso bonitinho Lee Jong-Suk está sempre muito bem! Ele ultimamente é o queridinho dos dramas e também com todo seu carisma, não é pra menos!

Doctor Stranger começou muito bem, no entanto, a história foi derrapando pelo caminho. Tudo começa com o pai de Park Hoon (Lee Jong-Suk – I hear your voice), Park Cheol (Kim Sang-Joong) que é chamado pelo Jang Seok-Joo (Cheon Ho-Jin) para ser médico cirurgião cardíaco do presidente da Coreia do Norte. Ele e seu filho Park Hoon ainda pequeno vão para Coreia do Norte e após a operação são obrigados a permanecer na Coreia do Norte.

Park Hoon então conhece Song Jae-Hee (Jin Se-Yeon – Inspiring generation) sua namorada e sua colega estudante de medicina. Park Hoon continua praticando medicina em um lugar secreto na Coréia do Norte. Eles então acabam se separando e Park Hoon fica sempre desesperado para reencontrar Song Jae-Hee.

Até que eles se reencontram e ela precisa de uma operação, nessa oportunidade de mostrar a eficiência médica da Coreia do Norte para assinar contratos os dois são levados para Coreia do Sul e tentam escapar. Mas, ela é atingida por uma bala e ele consegue ficar na Coreia do Sul, na prisão.

Perdidos um do outro, Park Hoon fica procurando Song Jae-Hee. Até que ela retorna a Coreia do Sul para mais uma missão da Coreia do Norte, ajudar Jang Seok-Joo (o vilão) a encontrar um médico (Park Hoon, para ser usado) para operar o presidente da Coreia do Sul agora – mas que eles dizem que a operação é no próprio Jang Seok-Joo -, porém o primeiro ministro Jang Seok-Joo quer que seja Park Hoon quem opere o presidente para que ele seja morto e o primeiro ministro tome o seu lugar.

O problema é que a história começa a enrolar e a ficar bem repetitiva quando Park Hoon e Han Jae-Joon (Park Hae-Jin – <3 My love from the stars) são os médicos que devem concorrer/disputar em operações que derem certo ou não para se tornar o médico apto a operar o presidente. Nisso, ficamos presos a essas operações e ao hospital Myungwoo University Hospital com suas demissões de médicos, as confusões e etc. Oh Soo-Hyun (Kang So-Ra – Dream High 2) é a filha do presidente do hospital e também médica da equipe de Han Jae-Joon, seu meio namorado (relação deles é indeterminada, ele é um pretendente que ela não sabe se recusa ou não), mas quando Soo-Hyun conhece o Park Hoon, todo gracinha e animado ela se desaba de paixão. É super bonitinho ver o jeito que ela se interessa por ele (Park Hoon) e se aproxima dele, eles são amigos e ela sabe que ele é louco por Jae-Hee, mas ela não sabe (ainda) que Jae-Hee é Seung-Hee porque ela está na Coreia do Sul como espiã e não pode revelar sua identidade. zzzzzZzzzz Mas quando Jae-Hee vira uma desconhecida anestesista (Seung-Hee) e que não temos contato com quem ela é realmente agora, a achamos meio falsa ao tentar conciliar a Coreia do Norte (os inimigos), sua missão com o Cha Jin-Soo (Park Hae-Joon – vilão) e segundo ela, tentar “salvá-los” – ela e Park Hoon. Há sempre o risco e a tensão de que a qualquer momento eles dois podem ser mortos. zzzzZZzzzZZ É assim que começamos a preferir Soo-Hyun e Park Hoon do que Jae-Hee e Park Hoon. Mas, acho que isso vai ser bem impossível…. já estou no episodio 16 e ainda nada dessa história andar… e meio que desanimamos ao chegar aos 10-11 episódios porque eles começam a se arrastar e não definir exatamente como vai ser a história…. prevejo um final bem corrido e desajeitado que não corresponderá em nada com as nossas expectativas, estou até com medinho de ver esse final! E é até bom que eu não fale do final por aqui – por enquanto – porque evito spoilers monstros. Gostaria muito que Soo-Hyun e Park Hoon ficassem juntos, mas acho que não. Jin Se-Yeon está bem apática nesse drama e quase a detestamos. Já Han Jae-Joon quer ser o presidente do hospital no lugar de Oh Joon-Gyu (Jeon Kuk-Hwan – pai de Soo-Hyun) e se casar com Soo-Hyun e tem uma vingança contra ele pela morte de seu pai por causa de um erro médico no hospital. E nós nos perguntamos porque essa história também está aí… Mas, me pareceu que esse drama teve várias vertentes de histórias que não conseguiram se desenvolver completamente e as cenas principais ficaram presas em coisas desnecessárias como brigas no hospital e outras coisas irrelevantes…. Acho difícil que o final seja satisfatório, esse foi um drama que começou muito bem e com aquele gás, assim como Big, e acabou sendo embrulhado pela própria bolha de histórias…. quase que não nos prende ao longo dos episódios e somos facilmente levados a deixar de assistir o drama… Não sou chegada em dramas médicos, a não ser por Grey’s Anatomy, e esse drama Doctor Stranger ainda fez uma uma lambança com a Coreia do Norte e etc, então ficou algo bem deslocado e qualquer coisa mais conflitante do que apenas um bom drama médico. Mas, Park Hoon está sempre muito bem como sempre; sempre bonitinho, fofinho e envolvente. Ele é O cara no hospital Myungwoo, desenvolto e descolado, abalando o coração das médicas. Hahahah Park Hoon tendo que escolher entre as duas médicas e os dois carrões, difícil hein:

57. Wonderful Days (K-drama)

Estou assistindo Wonderful Days e TaecYeon está fazendo muito bem, ele me parece mais e mais bonito! Wonderful Days é um drama familiar com uma narrativa muito mais lenta o que explica os até então 32 episódios do drama (de 50), como muitos dramas coreanos com um enredo maravilhoso.

Estou gostando, apesar de ter inicialmente ficado apreensiva e realmente ia abandonar o drama por ser tão lerdinho e por demorarmos a nos entrosar (sim, eu e o drama). MAS… A parte legal – o romance é claro – começa a ficar bom agora no episódio 10 (estou no 15).

Os principais namoravam quando adolescentes, mas Cha Hae Won (Kim Hee-Seon) era rica e Dong Seok filho da empregada de sua casa. A história passa em uma cidade do interior da Coreia e Dong Seok volta como promotor, enquanto Hae Won e sua família agora são pobres.

Dong Seok (Lee Seo-Jin) vai pra Seul e se torna um importante promotor, ele inicialmente recusa um caso para resolver em sua cidade natal e quando o atual promotor da cidade sofre um estranho acidente, Dong Seok volta à sua cidade natal para investigar.

Mas Dong Seok não gosta muito de lá e tem várias questões do passado e as diferenças com a família de Hae Won (e por tê-la abandonado etc) que o perturbam. Eles acabam precisando um do outro para resolver – ele o caso de dois assassinatos e ela a morte de seu pai – e com isso eles voltam a namorar só que como fingimento (ahan). É claro, eles ainda gostam um do outro.

TaecYeon (Dong Hee) é o irmão de Dong Seok e sua história também é muito bonita! Ele engravidou uma amiga e se casou com ela por isso, ela deu a luz à gêmeos (dois dos 3 atores mirins mais fofos do mundo, o terceiro é filho do outro irmão de Dong Seok, o Dong Tak) e depois fugiu de casa.

TaecYeon que é Dong Hee diz a si mesmo que a ama e vai atrás dela por todos os lados. Até que ele a encontra, mas ela diz que está feliz com um novo namorado e que não quer voltar, que Dong Hee só tinha se casado com ela por obrigação e ela não queria isso. Dong Hee resolve “deixar ela ir”.

Agora uma doidinha chamada Ma Ri professora de seus filhos é super fã de 3PM (grupo kpop, alguma coincidência?) e também no momento está com o coração partido e a primeira cena em que eles se conheceram é muito engraçada! Onde Ma Ri vai atrás do seu CD dos oppas do 3PM e vê Dong Hee bêbado mijando sobre eles!

Na história toda há muitos outros detalhes, pequenos segredos familiares que vão sendo aos poucos desvendados. Ainda tem o irmão dele Dong Tak um ator, a irmã Dong Ok deficiente mental, o avô figuraça que só fica na cama, a mãe de todos, a mãe mais jovem que na verdade é a mãe verdadeira do Dong Hee e os tios Ssang Sik e o Ssang Ho. Todos morando na mesma casa.

Sem falar na participação engraçadíssima de Park Joo Hyung (Gu Family Book, Bridal Mask) como filho mimadinho e sem noção do vilão Chi Soo e ex estratégico da Hae Won.

No todo, Wonderful Days foi algo que me surpreendeu e com certeza só vou gostar mais e mais. Até agora TaecYeon não tinha ganhado a minha simpatia como ator (Dream High, Who are you?) mas ele está realmente maravilhoso nesse drama! Esse papel com certeza fortalecerá sua carreira como ator, ele está fazendo um trabalho incrível! Bom, se falar no OST maravilhosoooooo desse dramaaaaaa!!! Falarei novamente desse drama por aqui com certeza!

56. You are all surrounded (K-drama)

Sim, não esperemos mais e falemos sobre You’re all surrounded (Vocês estão todos cercados)!

Estou esperando ansiosamente novos episódios desse drama, no entanto, o viki anda enrolando ultimamente e também com Seung Gi machucado no olho em uma filmagem, ele deve que repousar e não pode voltar a filmar imediatamente. E enquanto isso o episódio 20 não é o último de Hotel King!! (Woww fiquei meio boba em saber que Hotel King terá 32 episódios O.o)

Mas, enfim. Dos quatro: Angel Eyes, Doctor Stranger, Triangle e You’re all surrounded, o meu preferido é You’re all surrounded!!! (Mas acredito que muita gente não vai ter o mesmo como preferido)

Tudo começa com uma história contada com atores mirins dos personagens Ji Yong (atual Eun Dae Goo (ator Lee Seung-Gi – My girlfriend is a Gumiho) e Eo Soo-Sun (Go Ara – Reply 1994) há 11 anos atrás. A mãe de Ji Yong foi testemunha do assassinato de uma adolescente e foi retalhada – assassinada na frente de seu filho Ji Young que estava escondido embaixo da cama.

Ji Yong (Eun Dae Goo) também é perseguido pelo assassino misterioso e consegue “sumir” por 11 anos, assumindo uma nova identidade e se tornando um detetive.

O detetive responsável pela caso de sua mãe naquela época é Seo Pan-Seok (Cha Seung-Won), foi esse o seu primeiro caso não solucionado e ele também tem muitas lembranças pessoais dolorosas da mesma época como a perda de seu filho e depois do seu divórcio com a também detetive Kim Sa-Kyung (Oh Yoon Ah – Incarnation of Money).

Seo Pan-Seok ainda gosta de sua ex-esposa e eles estão tentando se reaproximar.

Agora Ji Yong é Eun Dae Goo e ele e mais três novos detetives são recrutados para trabalhar com Pan-Seok. Com a volta de Ji Young e do misterioso assassino – vamos descobrindo as poucos as ligações dos envolvidos na morte da mãe de Ji Young, entre ex detetives e superiores que ocultaram provas do crime etc etc onde Ji Yong parece querer reabrir o caso e Pan-Seok seguirá pelo mesmo caminho.

É interessante observar a interação conflitante entre os dois principais atores e que aos poucos eles vão se unir para resolver o caso e com certeza aprender a confiar um no outro.

Até agora episódio 10 ainda tem muitos pontos na história sem ligação, não sabemos o por quê e os motivos quem envolvem esconder a morte da mãe de Ji Yong e agora perseguir Ji Young para matá-lo também.

Estamos nesse ponto. Agora Dae Goo tinha uma amiga de colégio a Soo-Sun. Ela fica feliz em saber que ele está vivo e a parte legal desse drama é que Dae Goo já está apaixonado por Soo-Sun… Enquanto ela está… Hmm Boiando. Como a personagem dela é bem brisa e boia bastante acho que ela vai demorar pra sacar que Dae Goo gosta dela (já estamos no episódio 10), aliás nem dos sentimentos dela mesma ela está entendendo.

Esses são os dois casais: Dae Goo e Soo-Sun; Seo Pan-Seok e Sa-Kyung! Estou achando bem legal esse drama. Já comentei sobre esse nova sensação dois casais fortes em dramas aqui. Alias, esqueci de comentar que Big Man segue a mesma tendencia!

No começo a cada episódio estavam intercalando histórias que eles tinham que resolver como detetives e as inúmeras confusões (engraçadas) que os quatro detetives novatos aprontaram. É muito legal ver a abertura feita como se fosse história em quadrinhos com os detetives “combatendo o mal” na cidade e sendo herois etc.

A própria Soo Sun conta (narradora) a história em vários momentos, comentando sobre seus sentimentos e pensamentos sobre se tornar uma detetive e o quanto está sendo difícil para ela. (Tem partes do drama que são super comoventes)

Quatro detetives novatos fazem então parte da equipe do Chefe Seo Pan Seok sendo Dae Goo, Soo Sun, Ji Kook (Park Jung-Min) e o bonitinho Park Tae-Il (Ahn Jae-Hyeon – My love from the star). Que também são muito amigos, divertidos e Ji Kook já tem uma quedinha por Soo Sun e paira no ar a desconfiança de que Tae Il é gay.

Dae Goo é aquele marrentinho como sempre, mas ele está fazendo muito bem. (Lee Seung-Gi combina muuuito com esse tipo de personagem, por que será?) Não há como negar que ele é um ótimo ator e principal aqui neste drama!

Cha Seung Won está sempre lindo e representando lindamente um detetive coração mole, pareceu já que ele tem uma pequena atração por Soo Sun e Dae Goo já morreu de ciúmes. Este drama está categorizado como ação, comédia e romance, mas apesar de momentos engraçados há poucos deles e poderiam ter mais, principalmente com Seung Won, nosso Rei da Comédia.