28. To the beautiful you (K-drama)

Por onde andei?????????? A resposta não é muito simples e nem muito lógica, mas na verdade me faltaram tempo e disposição. A nossa máxima por aqui, vocês já sabem, é que tem que ter disposição.

Mas tudo bem. Continuei assistindo kdramas e estamos temporariamente assim:

The Strongest K-pop Survival: episódio 11
Faith: episódio 10
To The Beautifu You: terminei
Autumn’s Concerto: episódio 13
School 2013: episódio 2
Flower Boy Next Door: episódio 2
Estou para falar dos episódios finais de I miss you e terminar To the Beautiful you. Vou concentrar minhas forças para assistir Flower Boy Next Door. Fora alguns outros que comecei e ficaram perdidos pelo caminho. Sim. A chatice de Faith me faz pensar duas vezes antes de continuar a assistir.

Também ia comentar sobre o álbum do SNSD “I got a boy”. (estou atrasada quanto a isso) Dizer que a trilha sonora de To the Beautiful you é linda. (baixem!!!!!!!!!)

Muito obrigada aos blogs que nos mandaram links para participarmos do meme das 11 coisas etc. etc.

A minha relação com To the beautiful you é a seguinte: é a primeira vez que me deparei com a história estando completamente alheia a ser uma adaptação de mangá, Hana Kimi, e do que quer que seja: Hua Yang Shao Nian Shao Nu (CTS/GTV, 2006), Hanazakari no Kimitachi e (Fuji TV, 2007), Hanazakari no Kimitachi e 2011 (Fuji TV, 2011, Remake). Então, minha “análise” e comentários a respeito serão ingênuos/alheios a respeito da história original.

O primeiro comentário que todo mundo fez com certeza foi: Agora deve ser moda não sabermos exatamente o sexo de ninguém. Justin Biba está aí para provar que qualquer menino pode ser muito linda e qualquer menina muito lindo. Então, sempre quando saímos às ruas estamos sempre muito confusos com relação a isso. A pergunta que fica é SERÁ?????????????

Na verdade, a pobre Goo Jae Hee (Choi Seol Ri) não conseguiu convencer nem um fio do nosso cabelo quanto a ser um garoto. Toda mimimi e encontraram a atriz mais delicada possível. A história é a seguinte: Goo Jae Hee é uma garota que sofre bullying nos EUA, tem o cabelo comprido e é feia. Daí ela vê na televisão Kang Tae Joon (belíssimo Min Ho) competindo salto em altura e loucamente diz é ele que quero para minha vida.

No dia seguinte lá está ela desembarcando em Seoul de cabelo curto e pedindo transferência para a escola só de garotos que Tae Joon frequenta. Diz ela que só foi atrás dele para vê-lo saltar de perto. Ahan. Tae Joon começa a sofrer com seus trauminhas emocionais/psicológicos (ele culpa seu pai pela morte de sua mãe e por não ter o avisado de seus momentos finais quando ele estava em competição, depois – já cortando o barato de vocês – eles se reconciliam e Tae Joon descobre que sua mãe tinha câncer e não fazia o tratamento necessário há muito) e então a carreira de Tae Joon sofre uma estagnada, ele já não consegue saltar perfeitamente.

Enquanto isso, Jae Hee se instala no mesmo quarto de Tae Joon e tem a brilhante ideia de “ajudá-lo a superar seu trauma e vê-lo saltar novamente”. Como triângulo amoroso e nos lembrando muito de Jeremy (Lee HongKi) em You’re beautiful, temos Cha Eun Kyul (Lee Hyun Woo) todo fofo e engraçadinho, com o coração puro e ingênuo (…) enfim, acreditemos nesses personagens. O que mais vou me lembrar de Cha Eun Kyul é as caras e bocas dele para foto e posts nas redes sociais junto com uma frase motivacional e meio indireta. Bom, essa é a nossa realidade. rsrs

Já a rival, amiga de infância de Tae Joon e apaixonada por ele, Seol Han Na (Kim Ji Won) tem um papel meio vago e desligado dos demais. Não é uma rival com muita atuação e nem que atrapalhe muito. Como amiga de infância e por estar apaixonada por ele, nós, todos nós esperávamos mais dela. Não, Tae Joon diz que não gosta dela quando ela sofre um acidente o que a impossibilita de continuar com sua ginástica rítmica e ela diz “ta bom”. Que dó, que dó.

Tae Joon é um principal lindo e maravilhoso e quando se descobriu gostando de Jae Hee se mostrou mais lindo e maravilhoso ainda. Bom, muito fofo. Nós não precisávamos muito. Era só ele estar em cena e aquele sorriso. AI AI.

Também oferecemos nossos aplausos para esse este kdrama pelo seguinte aspecto: escola de garotos, cena nos vestiários. (…)

Quanto ao restante, já estamos saturadinhos, kdramas colegiais ou de boy bands, menina que se passa por menino, amor entre o mais chato e arrogante e a menina disfarçada. Bla bla bla. Temos You’re beautiful e The strongest kpop survival (que não se mostrou muito interessante por ser basicamente cópia de You’re beautiful).

Só eu achei o final sem noção e sem nexo? Todo mundo descobre que Jae Hee é uma garota e não falam à direção da escola, então ela resolve se transferir novamente e tudo bem, fim, porque ela já está com o Tae Joon. Bem, tenso né. Se formos pensar em termos verossímeis isso é completamente surreal, primeiro porque o “RG” coreano masculino termina em 0 e o feminino em 1, então, como ela entrou na escola com o nome dela?

Pior ainda é quando o irmão dela a visita e fica sabendo e simplesmente diz “tudo bem”. É mais estranho ainda quando John Kim (Kim Woo Bin) parece e diz que é o primeiro amor de Jae Hee e que ainda gosta dela e discute com Tae Joon e evapora no ar!!!!!!!!!!!! Ele só aparece nos episódios 9 e 10 e tipo!!!!!!!!!!!!!!! Hãnn????????????

Tem também o Joo Ji Chul (Kang Ha Neul) que é rival de Tae Joon no salto em altura e em alguns episódios é uma ameaça à vida de Tae Joon e Jae Hee o defende (…) etc. Depois Tae Joon conversa com Joo Ji Chul e fica tudo bem. Ele só era um recalcado e mostra a vida difícil dele e todos nós ficamos chorosos com sua irmãzinha e com o quanto ele é cobrado da família para ser tão bom quanto Tae Joon. ZZzzzZZzz. Mas fora isso o resto é tudo lindo, fotografia, trilha sonora. Eu diria que a trilha sonora contou pra caramba e mesmo que a história foi uma coisa à-toa, o conjunto da obra foi algo bonito de se ver. Então, digo a todos que perdi 17:11 horas da minha vida assistindo isso e que foi bom. Pranteio e morro.

Deixe uma resposta